Tecnologias disruptivas: O caso do Uber

As tecnologias estão presentes nos processos e dinâmicas sociais e redesenham seu contexto em diversos âmbitos. Estas são alvo dos mais diversos sentimentos como euforia, receio, resistência ou adoção indiscriminada. Quando algo novo adentra o contexto social, de algum modo o reconfigura. Assim também têm sido as atuais tecnologias disponíveis nos smartphones.

Continue lendo “Tecnologias disruptivas: O caso do Uber”

Discurso opositivo e ironia na página “Humans of protesto”

A página do Facebook Humans of Protesto expõe de forma irônica os atores apresentados como mais incoerentes e bizarros das manifestações ocorridas principalmente em 15 de março e 12 de abril de 2015, lideradas pelo Movimento Brasil Livre, Vem Pra Rua e Revoltados On Line.

Continue lendo “Discurso opositivo e ironia na página “Humans of protesto””

Movimento Ocupe Estelita. A ecologia da mídia e o imaginário político da cidade

Propõe-se aqui uma análise do Movimento #OcupeEstelita (Recife, PE), colocando em perspectiva a sua projeção na comunidade virtual instalada na rede social Facebook. Este fenômeno tem se irradiado de maneira presencial (atores sociais em carne e osso ocupam o espaço urbano Cais Estelita) e de maneira virtual e interativa (atores-em-rede ocupam o #CaisEstelita, forjando uma inteligência coletiva conectada).

Continue lendo “Movimento Ocupe Estelita. A ecologia da mídia e o imaginário político da cidade”