Fechar

Olá, sou Paulo Henrique Souto Maior Serrano.

Um nome grande para um grande ser humano (1.88m). Sou formado em jornalismo, mestre em linguística aplicada, professor e desenvolvedor web.

Gosto de ficção, corrida, queijo e do meu trabalho.

Fique a vontade para ver o meu portfólio, ou o meu currículo lattes.

Não hesite em entrar em contato comigo se achar que posso ser útil.

Obrigado pela visita!

Fechar
  • Diga: Olá!

    Você pode entrar em contato comigo através do formulário abaixo ou nas redes sociais.

    Nome:

    E-mail:

    Mensagem:

    3+2=? 

  • www.balsamiq.com

    A conexão entre clientes e empresas é potencializada na rede mundial de computadores e o princípal meio para essa conexão são os websites. Um bom website deve ser capaz de causar uma boa impressão e transmitir a preocupação ou o cuidado da empresa na comunicação com seus clientes.

    Um bom website deve ser construído seguindo diferentes etapas: briefing; arquitetura de informação; design; desenvolvimento; programação, testes. Cada uma dessas etapas exige diferentes competências em diferentes áreas de conhecimento.

    O briefing é a etapa de coleta de dados, o profissional de atendimento se reune com o cliente e registra as informações importantes que deverão guiar todo o processo de desenvolvimento. Questões essenciais como “Qual o objetivo do cliente em desenvolver o website?” ou “Quais informações deverão ser publicadas?” devem ser respondidas. É um momento de comunicação, de buscar entender os desejos do cliente, o objetivo não é impressionar ou vender os serviços.

    Todo o conhecimento recolhido na etapa de briefing precisa ser organizado no formato de um website de modo simples e compreensível. O profissional de arquitetura de informação é o responsável por estruturar as informações na página, através da aplicação de princípios de usabilidade (facilidade de uso) e ergonomia (bem-estar), o objetivo desse trabalho é tornar mais eficiente a comunicação e a navegação dos visitantes. Quanto mais conteúdo o site tiver, mais complicado será encontrar as informações desejadas dentro dele, o trabalho de arquitetura de informação serve exatamente para diminuir as dificuldades desse processo. Como exemplo da importância desse trabalho podemos citar o caso de Jakob Nielsen, renomado pesquisador de usabilidade, o seu site: www.useit.com não é bonito ou inspirador e produz pouquíssima satisfação ao olhar, mas é impressionante a facilidade com que os visitantes podem encontrar todas as informações que procuram.

    É com o objetivo de tornar memorável e agradável a experiência de navegação dos usuários que o webdesigner deve realizar o seu trabalho. A criatividade é a característica que mais se destaca nesse profissional. A tecnologia coloca a disposição do webdesigner inúmeras cores, texturas, tipografias, imagens prontas para serem combinadas e ficarem terrívelmente ruins. É a escolha certa desses elementos que vai identificar um bom webdesigner.

    Uma vez pronta a arte, entra o trabalho do desenvolvedor que consiste em transformar o desenho ou a arte do designer em uma página Web navegável, habilitando os hiperlinks e todas as funcionalidades e recursos necessários para o funcionamento do website.

    Existem duas especialidades envolvidas na realização do trabalho de desenvolvimento dos sites, são elas:

    O desenvolvimento client-side ou front-end:
    Trata-se do trabalho de montagem do desenho realizado pelo designer nos formatos Web, é através da transformação do desenho em página web que o visitante pode interagir com a página e acessar as informações que precisa através dos mais diversos navegadores.
    A nome client-side é utilizado em razão do processamento das informações, que, nesse caso, é realizado no computador do cliente ou usuário. O termo programador de interface também pode ser utilizado para designar o profissional que trabalha com essa especialidade. Algumas linguagens utilizadas são: HTML, CSS, Javascript.

    O desenvolvimento server-side ou back-end:
    Constitui o trabalho de programação de sistemas capazes de acessar um banco de dados e processar as informações solicitadas pelos visitantes.
    O termo server-side é utilizado em razão do local de processamento das informações, um servidor de dados. As linguagens de programação normalmente utilizadas para o desenvolvimento de websites são: .NET, ASP, ASP.NET, C#, Java, PHP.

    Após a etapa de desenvolvimento o website está pronto para ser testado. Esse processo é muito importante por proporcionar a descoberta e a correção de eventuais problemas de segurança, performance e compatibilidade antes que possam prejudicar os usuários. O profissional especializado em testes não deve fazer parte da equipe de desenvolvimento, dessa forma, os testes serão mais rigorosos, sem influências. Testado e eventualmente corrigido o website poderá ser disponibilizado ao público sem maiores riscos.

    O conhecimento, necessário à cada uma das etapas de produção de um website, exige um processo de aprendizagem permanente. O aperfeiçoamento se constrói na prática, ser capaz de antecipar problemas e desenvolver soluções criativas, melhores e rápidas são qualidades que distinguem um profissional especializado e exigem reconhecimento.

    1. # 27_04_12